Lançamento da Heavy Metal Rock, disco de estreia do Jaeder Menossi Interestellar Experience já está disponível

Autointitulado, o álbum, conceitual, propõe uma viagem de 90 dias até Netuno, em busca de um resgate de si mesmo

Jaeder Menossi Interestellar Experience é o novo projeto do guitarrista e compositor, Jaeder Menossi, cujo trabalho ficou conhecido através da banda Javali (Pop Javali), da qual é membro fundador.
Jaeder também já realizou participações muito especiais como na banda Busic – ao lado dos irmãos Ivan e Andria Busic do Dr. Sin -, fez jams junto a músicos consagrados como Paul Gilbert (Mr. Big), se apresentou em importantes feiras de música ao redor do mundo como a Namm Show na Califórnia/Estados Unidos – onde também tocou em algumas gigs como artista solo -, e fez uma bem sucedida turnê europeia com o Javali em 2015 que contou com dez shows em cinco países: Inglaterra, Alemanha, Holanda, Suíça e Itália.

Com 30 anos de carreira e 50 anos de idade, Jaeder Menossi encontrou nesse projeto solo a possibilidade de revisitar toda sua trajetória artística, além de se disponibilizar para o novo.
“Há um bom tempo eu vinha compondo material para um trabalho solo, com experiências musicais que não caberiam no Javali. Juntei essas ideias à músicas que seriam lançadas num futuro disco do Javali, e outras composições não aproveitadas em discos anteriores, e fiz um blend para o que é esse primeiro disco do Jaeder Menossi Interestellar Experience”, explicou o músico que ainda esclarece que o Javali permanece ativo.

Autointitulado, o primeiro disco do Jaeder Menossi Interestellar Experience foi gravado no Pepperstudio em Nova Odessa/SP com produção de Rodrigo Barros e reúne 12 faixas: “Countdown & Release”, “Andromeda”, “Landing At Mars”, “Space Pirates”, “Jupiter Moons”, “Starshade Pt.1”, “Starshade Pt.2”, “Saturn Rings”, “The Point Of No Return”, “Travel To Neptune”, “Out Of The Sun’s Range” e “Regretless”.

O álbum, conceitual, propõe uma viagem de 90 dias até Netuno, em busca de um resgate de si mesmo, a partir de um acerto de contas definitivo com o passado.
“Há ainda uma projeção, em outras dimensões, dessas respostas em perspectiva, muitas vezes sob condições totalmente adversas, sobre um futuro renovado, pleno de libertação de limites mentais e padrões de sentimentos pré-estabelecidos”, acrescentou o guitarrista.
A capa do álbum é assinada por João Duarte.

O primeiro disco do Jaeder Menossi Interestellar Experience foi lançado no Brasil em CD pela Heavy Metal Rock, a icônica gravadora que há 37 anos é referência máxima do segmento no país.
“Uma gravadora ajuda a alavancar o trabalho de um artista e agregar valor a ele. Quando se firma uma parceria com este nível de qualidade que é característica da Heavy Metal Rock, a credibilidade e visibilidade aumentam muito, as pessoas respeitam mais.”, completou Jaeder.

Interessados podem adquirir o CD diretamente através do site da Heavy Metal Rock:
https://hmrock.com.br/produto/jaeder-menossi-interestellar-experience-jaeder-menossi-interestellar-experience-cd/

Dois vídeos oficiais já foram lançados em festivais online:
“Starshade Pt. 2” (Roadie Crew – Online Festival) – https://youtu.be/JN0U2jtPUj0
“Space Pirates” (Heavy Metal Rock – Online Festival) – https://youtu.be/DjwvMZhMol0

Mais Informações:  
www.facebook.com/jaederangelini
www.instagram.com/jaedermenossi
www.twitter.com/jaederguitar
www.youtube.com/c/jaedermenossi

Press Release: 
Eliton Tomasi – SOM DO DARMA
eliton@somdodarma.com.br
www.somdodarma.com.br
(15) 99134-3443

Informações para Imprensa:
Susi dos Santos – SOM DO DARMA
susi@somdodarma.com.br
www.somdodarma.com.br
(15) 99117-6613

Crédito Foto: Rafael Benitez

Veterana banda paulista de heavy metal tradicional, Dream Wild anuncia o lançamento do álbum “Omen To Battle”

O disco reunirá nove faixas e será o primeiro full lenght oficial do grupo depois de algumas demos e EPs

O Dream Wild é, definitivamente, uma banda cult.
Formada em 1995 na cidade de Votorantim, região metropolitana de Sorocaba, o grupo sempre foi muito querido pelos headbangers, tanto da velha como da nova escola.
Os shows da banda sempre foram caracterizados pela quantidade e diversidade do público. Fãs de todos os estilos do metal sempre se uniam em frente ao palco para levantar seus punhos cerrados e curtir o heavy metal tradicional do Dream Wild.
E foram tantos shows nesses 25 anos! Savatage, Angra, Salário Mínimo, Dark Avenger, Wizards, Circa (com membros do Yes), André Matos, Torture Squad, Hellish War, Portrait, foram algumas entre tantas outras bandas que o Dream Wild já dividiu o palco.

E por sempre priorizar os palcos, o Dream Wild frequentou pouco os estúdios, embora sem prejuízo ao processo criativo, que sempre se manteve ativo. Os setlists dos shows do Dream Wild raramente incluíam covers e a banda até coleciona músicas que são consideradas clássicas: “Metal Warriors”, “Breaking Heads”, “Time Of Confusion”, são algumas delas.
Então eis que, depois de 25 anos e do lançamentos de algumas demos, EPs e singles, o Dream Wild anuncia aquele que será considerado seu primeiro álbum, “Omen To Battle”.

“Omen To Battle” está sendo gravado no Estúdio 8 em Tatuí/SP com o produtor Iago Pedroso e vai reunir nove faixas: “Omen To Battle”, “Battlefield”, “Pass Over On Opressor”, “Revelations”, “Headbangers”, “Reality Overdose”, “Heroes Of Life”, “Walls Of Eternity” e “Receptors”.

Segundo o vocalista Marcio Rodrigues, as gravações de “Omen To Battle” tiveram início quando a situação da pandemia estava mais controlada, mas agora com a segunda onda houve a necessidade de paralização.
“Esperamos retomar as gravações assim que possível, pois a ideia é lançar o álbum ainda em 2021”, esclarece o músico que acrescenta: “Omen To Battle, através do conceito do título e de cada faixa do álbum, vai falar sobre batalhas, sejam elas entre si, objetivas, subjetivas, ou as batalhas do dia a dia, como a que enfrentamos nesse momento”.
Além de Marcio Rodrigues, o Dream Wild é formado pelos membros originais da banda, os guitarrista Ilde Carvalho e Marcos Santos, e também o baterista Daniel Mestre e o novo integrante, o baixista Rafael “Thunder”.

Mais Informações:  
www.facebook.com/dreamwildband
www.instagram.com/dreamwildband
https://bit.ly/3fAXajB (EP “Metal Warrios” no Youtube)

Press Release: 
Eliton Tomasi – SOM DO DARMA
eliton@somdodarma.com.br
www.somdodarma.com.br
(15) 99134-3443

Informações para Imprensa:
Susi dos Santos – SOM DO DARMA
susi@somdodarma.com.br
www.somdodarma.com.br
(15) 99117-6613

Viper é convidado do Autoral Brasil Kiss FM desta 5ª feira

A banda Viper é a convidada do Autoral Brasil Kiss FM desta quinta-feira (15). O programa vai ao ar a partir das 20h pelo rádio e pelo YouTube. Viper vem para falar das novidades e dividir com os ouvintes a vivência em palcos além de responder às perguntas de músicos e bandas. 

Ouça pela frequência da Kiss FM em sua cidade 

Acompanhe ao vivo pelo youtube.com/radiokissfmoficial


Viper traz ainda o lançamento de ‘Coma Rage’, que ganha versão remasterizada e estendida do álbum gravado em Los Angeles, lançado pela Rhino (Warner), com tracks nunca lançadas antes e até uma gravação inédita em português. Viper também já fez turnês pela Europa, Estados Unidos e América do Sul.

O Autoral Brasil Kiss FM é apresentado por Paul Martins e Marcel Costa e vai ao ar todas às quintas-feiras pela Kiss FM com entrevistas de figuras importantes do music business que esclarecem os caminhos do mercado para bandas que estão na estrada. Ouça no dial 92,5 FM (SP) e assista, participe e interaja ao vivo em youtube.com/radiokissfmoficial.

Serviço:

Autoral Brasil Kiss FM recebe Viper

Quando: 15 de abril

Horário: 20h

Onde: Rádio Kiss FM 92.5 (SP) & youtube.com/RadioKissFMOficial

Outras localidades:

Campinas e Região 107,9FM

Litoral Paulista: 100,3FM

Goiás e Distrito Federal: 98,3FM

Rio de Janeiro e Grande Rio: 91,9FM

Redes:

instagram.com/autoralbrasilkissfm

facebook.com/autoralbrasilkissfmautoralbrasil.com.br

Aetherea se apresenta no Jovem Rock Festival nesta sexta

A banda Aetherea leva seu metal sinfônico para a segunda edição do Jovem Rock Festival que acontece online nesta sexta (30) a partir das 20h. Para assistir, acesse o canal “Jovem Rock FM” no YouTube.

Assista o Jovem Rock Festival em

youtube.com/jovemrockfm

O quinteto de São Paulo aproveita o show para divulgar seu disco de estreia Through Infinite Dimensions que acaba de ser lançado em todas as plataformas digitais. 

Ouça Through Infinite Dimensions

http://bit.ly/aetherea

Fazendo escola no estilo escrito por bandas como Kamelot, Epica e Blind Guardian, Aetherea faz de Through Infinite Dimensions um disco pesado, rico em harmonias e sem perder a essência do Power Metal.

Sobre Aetherea

Aetherea é uma banda de São Paulo nascida de um tributo ao Epica, em 2006, liderado pelo guitarrista Fabio Matos, que, mais tarde, em 2009, ressignificou a missão da música e tornou a banda um trabalho autoral. As composições próprias sempre aconteceram de alguma forma, mesmo quando o grupo se dedicava ao cover da banda holandesa de metal sinfônico.

Para que a banda autoral acontecesse, os músicos do tributo deram lugar aos membros que atualmente são a Aetherea: Jessica Sirius (vocal), Rodrigo Mello (teclado), Paulo Lima (bateria) e Vicki Marinho (baixo), além do próprio Fabio Matos.

A consolidação da banda Aetherea no circuito nacional do metal sinfônico acontece em 2020, com o lançamento do primeiro single e videoclipe ‘Look Into My Eyes’. O nome da música de estreia também batiza o primeiro EP que traz três faixas (Looking Into My Eyes, Bleeding e Self-Damnation).

Aetherea traz em seu som influências do Power Metal com ambiências orquestrais e sinfônicas e tem como referências as bandas Blind Guardian, Angra, Epica, After Forever, Nightwish, Kamelot e outras.

Siga Aetherea Youtube: bit.ly/youtube-aetherea
Instagram: instagram.com/aethereaofficial
Facebook: facebook.com/aethereaofficialband
Spotify: bit.ly/aetherea-spotify

Desalmado estreia novo single ‘Your God, Your Dictator’ com clipe

Nesta sexta-feira (30), o quarteto de death grind Desalmado lança em seu canal no YouTube o videoclipe para a música ‘Your God, Your Dictator’, faixa que estará presente no próximo álbum de músicas inéditas cujo título e data de lançamento serão anunciados em breve.

Assista ‘Your God, Your Dictator’

Inicialmente a música será lançada exclusivamente no canal no YouTube da banda e futuramente será disponibilizada como single nas plataformas de streaming. “Hoje em dia as pessoas têm muitas distrações, muitas notificações e não prestam atenção em absolutamente nada. A nossa ideia de lançar inicialmente em uma única plataforma é para o pessoal poder se conectar com a mensagem da música e as imagens do clipe”, diz o baixista Bruno Teixeira.

Sobre a música e a letra o vocalista Caio Augusttus afirma que “além de ser uma das músicas mais brutais, ‘Your God, Your Dictator’ é uma crítica às formas de idolatria de fundamentação religiosa e que transforma o mundo em uma constante guerra por poder e dinheiro”.

Caio assina o roteiro do clipe que foi dirigido por Estevam Romera, guitarrista do Desalmado. A própria banda, que é completada por Ricardo Nützmann na bateria, é responsável pela produção do vídeo, que foi editado por João Lucas de Sousa. 

A faixa ‘Your God, Your Dictator’ foi gravada no estúdio Family Mob e foi produzida, mixada e masterizada por Hugo Silva, que também é responsável pela produção dos últimos dois lançamentos da banda: Save Us From Ourselves (2018) e o EP Rebelião (2020).

Desalmado é:

Caio Augusttus (vocal)

Estevam Romera (guitarra)
Bruno Teixeira (baixo)
Ricardo Nützmann (bateria)

Siga Desalmado:

www.desalmado.com

instagram.com/desalmado.band

facebook.com/desalmado.band

MAPB – METALHEADS AGAINST POLICE BRUTALITY

Metalheads Against Police Brutality é uma iniciativa de mais de 80 bandas, selos, coletivos e artistas em solidariedade à luta contra a brutalidade policial na Grécia e no mundo.

A MAPB nasceu após mais um episódio de violência, onde o jovem Aris P., membro do coletivo anarquista Masovka, de Atenas, foi sequestrado na rua e levado ao Diretório Geral da Polícia (GADA). Durante dias foi espancado, torturado e pressionado a se suicidar.

A campanha foi iniciada por artistas da cena de black metal da Grécia, juntamente com ativistas brasileiros e rapidamente contou com a adesão de grupos por vários países, incluindo o Brasil. A nota oficial é assinada por bandas brasileiras como Gangrena Gasosa, Manger Cadavre?, Desalmado, Dark Tower, Nervochaos, Thuatha de Dannam, Pandemmy, Vociferatus, entre outras, além de selos e coletivos como o Preto no Metal. Leia a nota na íntegra:

Não podemos mais nos calar. Nossa voz precisa ser ouvida.

A longa e sangrenta história da brutalidade policial teve um capítulo recente em Nea Smyrni, na Grécia, no início de março onde, após reprimir uma manifestação (que era inclusive contra a própria brutalidade policial) na qual um policial foi ferido, a Unidade “Anti”-Terrorista da polícia iniciou uma campanha de retaliação selvagem contra várias pessoas, presentes ou não no ato. Aris P., membro do coletivo anarquista Masovka, foi sequestrado na rua em 10/03, levado ao Diretório Geral da Polícia (GADA) e espancado, torturado e até pressionado a se suicidar por dias. O governo de Kyriakos Mitsotakis, do partido de direita Nova Democracia, não mostra arrependimento ou sequer reconhecimento de que esses eventos horríveis ocorreram.

Isso está longe de ser uma novidade. George Floyd, Rafael Braga, Théo L., Sarah Everard, e Camilo Catrillanca são alguns exemplos em outros países, mas a lista é maior do que qualquer pessoa poderia escrever. A polícia sempre foi uma ferramenta da classe dominante para submeter os explorados e oprimidos, e em tempos de crise social, econômica e sanitária como 2020-21 (por causa da pandemia de Covid, mas não só), essa função é ainda mais nítida. A polícia da Grécia foi uma parte essencial da ditadura de Metaxas, e não é uma surpresa que o partido neonazista Aurora Dourada tivesse tantos apoiadores policiais, mas a PM do Brasil, para dar outro exemplo, não é diferente com os incontáveis assassinatos de negros desarmados nas periferias e seu apoio ao projeto de ditador de extrema-direita Jair Bolsonaro. Mesmo governos supostamente progressistas ou de esquerda, como Obama nos EUA com Michael Brown, a Argentina de hoje com Sebastian Romero, ou a Espanha sob o governo PSOE com Pablo Hasél, perseguem, agridem, assassinam e aprisionam ativistas políticos.

Agora, Aris P e o coletivo Masovka deram um passo grande. Eles decidiram processar legalmente a Unidade “Anti”-Terrorista da polícia grega, sem expectativas de que o sistema judiciário faça justiça, mas como parte de uma campanha para denunciar a brutalidade policial na Grécia e para forçar o Estado democrático grego a reconhecer seus problemas. Estão recebendo ameaças de morte, sendo perseguidos nas ruas, e sofrendo uma campanha de calúnias, e precisam de solidariedade política, de ajuda financeira para a campanha legal, e de apoio para espalhar as denúncias. E nós resolvemos atender a esse chamado.

Somos músicos, jornalistas, ativistas e produtores; viemos do black metal, do dungeon synth, do hip-hop e da poesia slam; somos marxistas-leninistas, anarquistas, trotskistas, ou simplesmente preocupados, estamos nos EUA, no Brasil, na Grécia e na Nova Zelândia. Somos muitos, e temos muitas diferenças entre nós – muitos sequer concordamos que a tática de Aris e do Masovka seja a melhor nessas circunstâncias – mas hoje unimos nossas vozes para dizer bem alto:

ABAIXO A BRUTALIDADE POLICIAL NA GRÉCIA E EM TODO MUNDO!

TODA NOSSA SOLIDARIEDADE A ARIS P., AO COLETIVO MASVOKA E A TODOS QUE LUTAM!

OUÇA A PLAYLIST METALHEAD AGAINST POLICE BRUTALITY

https://open.spotify.com/embed?uri=spotify%3Aplaylist%3A5shivAOCgU07FEoMOvKgVx

Dores e amores no lançamento do single “Vem me Curar” da dupla brega João Pedro & Abelardo

m clima de descontração, a dupla brega João Pedro & Abelardo, lança seu primeiro single, “Vem me Curar”, pela Tal e Tal Records. A canção brinca com a sofrência amorosa a partir de uma via lúdica, brincando com situações e sintomas típicos da dor subjetiva. Vagar a esmo, sentindo-se nauseado e confuso,  consultar forças cósmicas e receitas populares até achar a fórmula mágica da paz. É desse jeito, que João Pedro & Aberlado promovem essa celebração do amor em sua forma sofrida e venturosa, dialogando com as dores sentimentais que deixam feridas na alma de todas pessoas em algum momento de suas vidas.  

Link to Spotify: https://bit.ly/3uzZE6H

Sobre a dupla:

Depois de muitos projetos alternativos, cults, passeios pelos sons experimentais, beats e outros afazeres que já não satisfaziam seus corações, João Pedro Cé (Trabalhos Espaciais Manuais) e Diego Abelardo (Agnostic Orchestra) iniciam um novo projeto e o encontro de artistas versáteis é um ingrediente primordial para trilhar o caminho do sucesso. Como o sucesso é relativo a realizar uma tarefa do início ao fim bem sucedida, podemos dizer que João Pedro & Abelardo já nasce um sucesso: fazer canções românticas com um certo tom de humor, sem perder a seriedade necessária para falar de amor.

Diego Abelardo é músico, compositor, produtor, videomaker e professor. Criador dos três volumes do projeto Agnostic Orchestra. Ganhador do concurso internacional “Broken Orchestra Remix” em 2018. Tem seu estilo focado nos processos eletroacústicos de arranjos e mixagens, explorando sonoridades e texturas através da experimentação composicional. Indo da MPB ao Jazz e ao Hip Hop, misturando com sua poesia e samples tudo que consegue expressar de suas intenções artísticas e existenciais.

Músico e Produtor Musical, João Pedro Cé atuou em diversos projetos em Porto Alegre (Bel Medula, Pretago, Trabalhos Espaciais Manuais) como arranjador e guitarrista, tendo experiência em produção executiva de grupos e curadoria Festival Porto-Alegrense de Bandas Instrumentais. Ganhou o Prêmio Açorianos de melhor trilha sonora em 2015 por “Qual a diferença entre o charme e o funk” e foi indicado para o mesmo prêmio em 2016, pelo espetáculo “Afrome”.Também é Psicólogo e mestre em Psicologia Social focada nos processos culturais e execução de políticas públicas de cultura com foco nas trajetórias de vida.

FACA PRETA DESMASCARA O FASCISMO NO VIDEOCLIPE DA INÉDITA “DIAS MELHORES”

FACA PRETAFoto: Antonio Augusto


A banda punk rock paulistana Faca Preta lançou o videoclipe de seu um novo single intitulado “Dias Melhores”, dirigido por Marco Antônio Ferreira e produzido por Camila Justino. 

O guitarrista Anderson Boscari conta que a música faz uma reflexão sobre o avanço da extrema direita no Brasil e no mundo, e a maneira como as pessoas se revelaram nesse momento. “Pessoas que nunca imaginávamos, acabaram demonstrando uma face sombria, que sempre esteve escondida dentro delas. A faixa fala sobre como é estranho se reconhecer em meio à tanta gente perversa e avessa aos direitos mais básicos dos seres humanos, e de como a elite realmente enxerga a classe trabalhadora. Apesar de estarmos vivendo um dos momentos mais obscuros da história, dias melhores virão, com certeza. Não devemos parar de lutar”, afirma.

A ideia para o videoclipe, segundo Marco Antônio Ferreira, é retratar como a tecnologia aparece nesse cenário sendo um reforço para a atuação do fascismo. “Com o avanço da tecnologia, as fakenews foram base para as pessoas que acreditam nessa ideologia. Atrás de máscaras, que se impõe através da violência, criaram uma milícia digital que se instalou com a ilusão de que calaria o povo. Porém, a liberdade sempre começou no caos, no grito de saturação do pensamento do oprimido, e ao invés de nos calar, nos deu mais força para lutar”, reflete o diretor.

Formada em 2013 por músicos experientes do circuito underground, o Faca Preta lançou o primeiro EP em 2015 pelo Semper Adversus, extinto sub selo de street punk da Hearts Bleed Blue (HBB). Desde então a banda vem sendo um grito de resistência na voz punk rock brasileira.

“A história nos ensina que em momentos de crise, a crueldade capitalista se acirra para que os privilégios da classe dominante permaneçam. Temos assistido à pulverização da mínima rede de proteção aos mais pobres. Então, o momento tem que ser de união, afinal o que já estava sendo implantado desde a eleição desse governo fascista se agravará e se deixarmos as pequenas diferenças nos dividirem, a estratégia de quem lucra com a nossa desgraça vencerá”, completa o guitarrista Dudu Elado.

Assista “Dias Melhores”:
https://youtu.be/Oh3VCPPByiQ

Blackdome lança novo single mixado por Kevin Shirley na edição de Novembro do “Roadie Crew – Online Festival”

“Starmaker” é o primeiro trabalho da banda desde o lançamento de seu álbum de estreia, “The Chaos Suite”, em 2016


Atualmente formada por Cleiton Rodrigues (Vocal), Felipe Colenci (Guitarra), Fabio De Borthole (Baixo), Theo Queiroz (Bateria) e Francisco Rangel (Teclados), a Blackdome, banda de heavy metal de Sorocaba/SP, prepara-se para o lançamento de seu novo single, “Starmaker”, primeiro trabalho da banda desde seu álbum de estreia, “The Chaos Suite”, de 2016.

Gravada nos estúdios Fuzzr sob produção de Felipe Colenci, “Starmaker” foi mixada por ninguém menos que Kevin Shirley, o “The Caveman”, produtor sul-africano famoso por trabalhos com algumas das maiores lendas do rock de todos os tempos como Led Zeppelin, Iron Maiden, Rush e Journey.
“Desde o primeiro e-mail, o Kevin foi muito cordial com a gente”, conta o guitarrista e produtor Felipe Colenci. “Enviei as tracks separadas para ele e em aproximadamente uma semana ele nos devolveu a música mixada. Foi muito foda ouvir uma composição e produção minha mixada por um dos grandes mestres da música mundial! Ficou sensacional! Vale ressaltar que gravamos essa faixa no esquema “pandêmico”, ou seja, cada um em sua casa, e mesmo com as dificuldades de captação das tracks, a mix ficou incrível”.

“Starmaker” será lançada no dia 13 de Novembro durante a oitava edição do “Roadie Crew – Online Festival” que, além do Blackdome, contará com outros grandes nomes da cena nacional como Vulcano, Pastore, Holocausto, Tribal Scream, etc.
“Starmaker marca nosso retorno, mas também uma busca por uma sonoridade mais tradicional e menos prog do que fizemos no álbum The Chaos Suite, algo mais conectado com nossas origens como fãs de heavy metal. Não quer dizer que daqui pra frente deixaremos de lado nossa veia progressiva, mas neste momento queremos ser mais heavy/power metal tradicional – e logo lançaremos mais sons! Estamos muito felizes que Starmaker vai ser lançada no festival da Roadie Crew, que também faz parte da história de todos os headbangers brasileiros! A nossa nova parceria com a Som do Darma também já está rendendo frutos e esperamos poder tocar em muitos lugares assim que tudo voltar ao normal. Esperamos que todos curtam Starmaker tanto quanto a gente!”, completou Colenci.
Além do vídeo para o “Roadie Crew – Online Festival”, “Starmaker” também estará disponível em todas as plataformas de música a partir da mesma data. A arte da capa do single é assinada pelo artista Carlos Fides que já trabalhou com o Blackdome em “The Chaos Suite”, além de outras bandas renomadas como Evergrey, Kamelot, Noturnall, etc.

Enquanto não chega a sexta-feira 13 de Novembro, assista o videoclipe da faixa título de “The Chaos Suite”, dirigido pelo renomado Alex Batista: https://youtu.be/vLjk1cw6iYY

Mais Informações:www.facebook.com/blackdomeband
www.instagram.com/blackdomeband
www.youtube.com/blackdomeband

Press Release:

Eliton Tomasi – SOM DO DARMA

eliton@somdodarma.com.br  

www.somdodarma.com.br  

(15) 99134-3443

Informações para Imprensa:

Susi dos Santos – SOM DO DARMA

susi@somdodarma.com.br

www.somdodarma.com.br

(15) 99117-6613

Crédito Foto: Divulgação

Carioca Forceps leva Death Metal ao Festival Online Extreme Sound Records nesta sexta 13

Carioca Forceps leva Death Metal ao Festival Online Extreme Sound Recordsnesta sexta 13

Da esq: Emmanuel Ivan (baterista), Doug Murdoch (vocal), Bruno Tavares (Guitarrista), Thiago Barbosa (Baixista) – Crédito: Daniel Croce

Sexta-feira (13) é dia do death metal do Forceps passar pela primeira edição do Festival Online Extreme Sound Records, selo e gravadora especializada no gênero e que agora promove mais um espaço para bandas continuarem mostrando música em tempos de shows suspensos. As apresentações, que começam as 20h, acontecem no youtube.com/extremesoundrecords.

A Extreme Sounds foi uma das responsáveis por lançar o álbum Mastering Extinction (2017), o mais recente do Forceps, quarteto que é oriundo do Rio de Janeiro e está na estrada desde 2006. Ao lado do Forceps, se apresentam as bandas nacionais e internacionais Incognosci, Verthebral, Sangre, Sacramentia Reversed, Coyote BadTrip, Dark Tower, Voracce, Ancestral Malediction, Disruption Path e Madness. 

O evento contará também com falas de Max Kolesne (Krisiun), Silvio Golfetti ( Ex-Korzus / Voice Music), Luiz Louzada (Vulcano), Fernanda Ferrer (Atriz e Apresentadora), Jéssica Mar (Jornalista/Colecionadora), Thiago Zóio e Davi Araújo (Programa Metal Mania) e interação das bandas com o público durante a transmissão pelo Youtube e pelo  Facebook ‘Eu Apoio o Metal Nacional’. São parceiros do festival  a Reverbera Music Media e Estúdio 4ALL.

Sobre Forceps

Musicalmente influenciados por elementos diversos do Death Metal, como Brutal Death Metal, Grindcore e Technical Death Metal, Forceps traz em suas letras uma visão catastrófica do futuro debatendo e criticando a relação humana consigo e com o planeta.

Em seus 14 anos de estrada, Forceps fez shows pelo Brasil e uma turnê de 25 datas nos Estados Unidos. Já dividiu o palco com Cannibal Corpse, Napalm Death, Hatebreed, Brujeria, Krisiun, Torture Squad e Claustrofobia.

Na discografia tem “Corporeality” (2010), “Humanicide” (2012) e Mastering Extinction (2017). Forceps é Doug Murdoch (vocal), Emmanuel Ivan (bateria), Thiago Barbosa (baixo) e Bruno Tavares (guitarra).

Serviço

Forceps no Festival Online Extreme Sound Records
Dia: 13 de novembro

Hora: 20h

Link para assistir:
bit.ly/youtube-extreme-sound-records

Mais de Forceps
www.forceps.com.br

facebook.com/Forceps

instagram.com/forcepsofficial

bit.ly/youtube-forceps

ImprensaAgência 1a1 | Media For Music
Isis Correia: (11) 9.8631-3656www.agencia1a1.com.br