“Valhalla”, novo videoclipe do Brave, já disponível

Faixa faz parte do novo álbum da banda, “The Oracle”, lançado em Fevereiro

São mais de 20 anos de estrada! Várias Demos, EPs, dois álbuns e dezenas de shows e participações em festivais.
Na imprensa especializada, não apenas sobram elogios, como a alcunha de “criadores do brutal power metal”.
O Brave está de volta!

Depois da épica estreia com “The Last Battle” (2012) e do celebrado aperfeiçoamento em “Kill The Bastard” (2016), o Brave lança seu novo álbum, “The Oracle”.
Gravado e mixado por Marcio Teochi no Teochi Studio em Itu/SP e masterizado no estúdio Absolute Master em Capivari/SP, “The Oracle” reúne oito faixas: “Intro”, “Firestorm”, “The Oracle”, “We Fight for Odin”, “Valhalla”, “Wake The Fury”, “Fall To The Empire” e “We Burn The Heart”.

“The Oracle” foi lançado em fevereiro em um evento fechado para imprensa na Full House em São Paulo e já está disponível em todas as principais plataformas digitais de música:
Spotify: http://bit.ly/2PDdW3O

Deezer: http://bit.ly/39jvBFl

Claro Música: http://bit.ly/2PGkzSZ

Amazon: https://amzn.to/2TdxxcO

Google Play: http://bit.ly/3cniMvC

Youtube: http://bit.ly/2PGH4qD
A banda que é formada por Sidney Milano (vocal), Ricardo Carbonero (baixo), Carlos Alexgrave (bateria) e Carlos Bertolazi (guitarra), segue com seu plano de lançar vídeos para todas faixas do álbum. Já saíram vídeos para “Fall To The Empire”, “Wake The Fury”, outro para “The Oracle” produzido para a primeira edição do “Roadie Crew – Online Festival” e agora foi a vez de “Valhalla” ganhar um videoclipe. Aliás, com certeza o melhor vídeo do Brave até aqui!

Com filmagens de MJ Neto e edição do próprio guitarrista Carlos Bertolazi, o videoclipe “Valhalla” do Brave já está disponível no canal oficial da banda no Youtube:

https://www.youtube.com/watch?v=wni24SIpJp4

A versão em CD Físico de “The Oracle” tem distribuição exclusiva da Anti Posers Records. Para pedidos no atacado, acesse: https://www.facebook.com/antiposersrecords
O CD está disponível para venda no varejo em todo Brasil pela Die Hard Records: http://bit.ly/3daTxNA

Mais Informações:
www.facebook.com/BravePowerMetal

www.instagram.com/bravepowermetal
www.youtube.com/BRAVEPowermetal
www.soundcloud.com/bravepowermetal-1

ForCaos 2020: Um dos maiores festivais do Nordeste acontece em edição online

Forcaos: festival cearense divulga line up de sua primeira edição ...

Em 2020 os eventos presenciais precisaram se adaptar para o modelo virtual. Festivais por todo o mundo estão acontecendo no formato de lives e as bandas estão produzindo vídeos “versões quarentena” de suas músicas para poderem participar destas edições online, como o que ocorre no Roadie Crew Online Festival e em tantos outros. Em Fortaleza, o tradicional festival underground ForCaos aderiu também este modelo e decidiu manter sua edição de 2020 com os participantes gravando suas músicas de casa, ou de um estúdio. Vale lembrar que a atual fase de retomada econômica, imposta pelo Governo do Estado do Ceará, permite o funcionamento de estúdios de ensaio com os cuidados impostos pelos órgãos competentes de saúde.

Segundo o organizador e produtor executivo Amaudson Ximenes, na edição deste ano, cada banda terá até 15 minutos para se apresentar. Este modelo virtual permitiu que o festival aumentasse o número de participantes afim de preencher os dois dias de evento online. O ForCaos 2020 irá acontecer nos dias 30 e 31 de julho em seu canal oficial no YouTube. Confira as bandas participantes!

DESALMADOManger Cadavre?RematteIn No SenseAnkerkeriA, Thrunda, Bull Control, Arcádia, Corja-Ce, Banda Lavage, D’inci, Lixorgânico, Pastel De Miolos, ObskureSinayaCallamity, Hellhoundz, InherenceNetuno Doom, Hatefulmurder, Paradise in Flames, Basttardz, Italo Azevedo, Banda LemoriPandemmyEscrotosMatakabra, Siege of Hate (S.O.H.), Réu Podre, Kamala, Scariotz, Terror Fetus, CrashkillCaroá Jam, Realidade Encoberta, Apokrisis, Old Lamp, Godhound.

Ao todo serão 38 bandas dos mais diversos estados brasileiros. O horário do evento será divulgado nas próximas semanas!

Campanha no apoia.se

O ForCaos sempre foi um festival gratuito, salvo algumas raras exceções em que houve cobrança de um valor simbólico devido a ausência de patrocínio ou apoio público. A luta para realizar o festival anualmente é notória e, por conta disso, o festival ganhou ainda mais o respeito do público nos quatro cantos do Brasil. Hoje, praticamente todas as regiões conhecem o ForCaos e compreendem sua importância na manutenção da cultura underground cearense há mais de 20 anos. Com a diminuição gradual do apoio público na realização das últimas edições do festival, o mesmo passou a utilizar, em 2019, a ferramenta do Apoia.se como uma forma de conseguir um pouco de retorno financeiro, no qual é destinado exclusivamente para as bandas e para os profissionais envolvidos na realização do evento em si. Em 2020 será o segundo ano em que ForCaos usará novamente a ferramenta. “Todo o valor arrecado pelos doadores será destinado exclusivamente para as bandas, ajudando a amenizar os gastos que elas vão ter na gravação e produção das músicas que serão exibidas no festival”, conta Amaudson Ximenes, presidente da Associação Cultural Cearense do Rock.

Ajude o festival e as bandas independentes pelo link: apoia.se/forcaos2020

Oficinas

O festival sempre trouxe programações paralelas aos shows, e nesta edição online não será diferente. Em parceria com o Centro Cultural Belchior, as oficinas produzidas serão transmitidas no Instagram oficial do centro cultural (@centroculturalbelchior). Confira a programação completa a seguir!

30 de julho de 2020 (QUINTA) – 15H – Live Instagram
Oficina básica de registro, lançamento e distribuição musical independente.
Facilitador: Vinicius Araújo de Oliveira – Selo/Distro Vertigem Discos

31 de julho de 202 (SEXTA) – 15H – Live Instagram
Oficina – Gerenciando sua banda!
Facilitador – Jolson Ximenes

1º de agosto de 2020 (SÁBADO)
11H – Oficina Cantando Rock – Do planejamento ao palco – Live Instagram
Facilitadora: Claudine Albuquerque
15H – Oficina Fotografando Bandas – Do Show ao Retrato – Live Instagram
Facilitadores: Gandhi Guimarães e Vicente Ferreira
18H – Live Krenak

Hellbenders lança clipe PRA-ENTRETER com participação de Rodrigo Lima (Dead Fish)

Hellbenders se renova na questionadora “Pra Entreter”, canção que ganha ainda mais sentido com participação de Rodrigo Lima, do Dead Fish

A música vem acompanhada de videoclipe em animação que escancara a divisão entre a busca por uma arte vazia de conteúdo e a necessidade de se questionar aquilo que nos afeta

Acordar, levantar, apertar o play na plataforma de streaming e seguir a vida normalmente. De repente, aquele riff marcante e uma letra questionadora causam certo conflito. A música deve ser feita só pra entreter? O artista precisa seguir a tendência de se distanciar do questionamento do que acontece ao seu redor em suas canções?

Em seu processo de renovação, os goianos da Hellbenders resolveram dar a cara a tapa e colocar o dedo na ferida. “Pra Entreter” é potente no título, nos versos, na participação especial, no conteúdo, no questionamento e na energia impactante do rock direto. Em português, pra se fazer entender, Diogo Fleury (vocal e guitarra), Braz Torres (guitarra), Augusto Scartezini (baixo) e Rodrigo Andrade (bateria) foram direto ao ponto: a arte deve se posicionar.

Com participação de Rodrigo Lima, vocalista do Dead Fish, não há dúvida de que a intenção é mesmo incomodar. Acordar e decidir apertar o play no tocador de música pode ser diferente depois de ouvir “Pra Entreter”. Compreender aquilo que se ouve, causar conflito e fazer pensar deixou de ser uma opção. É mais do que necessário. Devemos questionamos a inércia que nos deixou passíveis a tudo ou seremos levados como uma boiada tocada pelo vaqueiro, que pode estar no grupo do WhatsApp ou no Palácio do Planalto.

“Pra Entreter” não só marca a força do rock em português do Hellbenders como dá nome ao novo disco da banda. A letra faz ainda mais sentido com o videoclipe ilustrado por Cristiano Borges e Adriano Borges, que assina a animação com Camila Mogyca. 

É possível até que você se pegue cantando os versos de “Pra Entreter” depois de acordar, no trabalho, no ônibus ou dentro do carro. Mas você não vai mais se omitir diante do noticiário, daquilo que você escolhe ouvir e como a sua vida é afetada por tudo que está ao seu redor.

Depois do lançamento do single “Delírio”, que declara o fim ao surto coletivo de cegueira, negacionismo e distração, “Pra Entreter” chega para te tirar do lugar, questionar a música que você ouve, as ações que você executa sem pensar e o político que você elege. Você pode e deve pular, bater cabeça e se empolgar com a força dos riffs do Hellbenders. Mas o que não vai faltar é motivo para se relacionar de forma mais consciente com a música que você consome.

Ficha técnica

A foto de Victor Souza que ilustra o single de “Pra Entreter” é altamente questionadora. Na imagem, a pessoa parece tragar uma bala de revólver. A fumaça do discurso do armamento da população pode até ofuscar a realidade. Mas não te impede de ser obrigado a lidar com as consequências genocidas da falsa ilusão que o gatilho cria na sua cabeça. 

A direção de arte é de Diogo Fleury, Midori Gondo, e Braz Torres. O tratamento da imagem ficou pro conta de Danilo Itty. “Pra Entreter”, um lançamento do selo Forever Vacation e da Braba Música, foi gravada por Braz Torres e Pedro Zamboni, produzida e mixada por Braz Torres no Up Music Studios, em Goiânia. 

A masterização foi feita em Austin, no Texas (Estados Unidos), por Alberto De Icaza. A participação de Rodrigo Lima foi gravada em São Paulo por Alexandre Capilé no Estúdio Costella.

Deuszebul Lança Single Evocando o Caos com Seu Blackned Grindcore

A banda de Natal/RN, Deuszebul, deixou o dia do rock com muito mais brutalidade ao liberar o single “Ao medonho eu entrego a degeneração de sua imagem” no Bandcamp e YouTube. Gravado em fevereiro de 2020 no Estúdio Ritornelo – EMUFRN por Anízio Souza e Paulo Dantas. Mixado e Masterizado por Anízio Souza, enche a nossa quarentena desesperançosa, com o caos que conta a influência do black metal no grindcore da banda.

“Sob o signo das pragas que espalham a desesperança, trazemos à tona as vozes dos moribundos atormentados pela vilania. Evocamos os sons do despedaçar, a primeira amostra da declaração de guerra ao mundo modificado pela dor.

Ao medonho eu entrego a degeneração de sua imagem é a manifestação das agonias. O peso singular que nos arrebata. Vozes caladas pelo isolamento. Cântico primeiro e solitário manifesto que traz alicerce para o PESAR. Tudo se mostra em multifaces, e aqui apresentamos a máquina anti-ídolos transfigurada pela alcunha de opositor.”

Bandcamp: https://deuszebul.bandcamp.com/track/ao-medonho-eu-entrego-a-degenera-o-de-sua-imagem

Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=7I8zMbeCWM8


Obitto Lança Clipe no Dia Nacional da Luta pelos Direitos das Pessoas com Sofrimento Mental.

A banda lançou hoje um videoclipe em voz a todos que sofrem e já sofreram com amigos ou parentes em descaso com as condições desumanas em que os pacientes são tratados.

Todo cidadão, pessoas com transtornos mentais, têm o direito fundamental à liberdade, o direito a viver em sociedade, além do direito a receber cuidado e tratamento, sem que para isto tenham que abrir mão de seu lugar de cidadãos.

Produção OBITTO & Núcleo Porta Preta https://www.facebook.com/PORTAPRETA/
Imagens Introdução Documentário “O Holocausto Brasileiro” Dir. Armando Mendz e Daniela Arbex Câmeras: Lucas Villar https://www.facebook.com/LOUKASNPP
Henrique Silva https://www.facebook.com/henrique.del…
Animação Gráfica: Ricardo Faller https://www.facebook.com/ricardo.faller
Edição e Finalização: AloukasArtes https://www.instagram.com/aloukasartes/ https://www.instagram.com/nucleoporta…

Radical Karma lança single ‘Em Colapso

Viver em 2020, ao menos para gerações de pais e filhos, tem uma carga emocional cujo peso e responsabilidade não tem sido fácil de carregar. A música, então, é uma daquelas válvulas de escape que sugere o abraço, a palavra amiga e pede o sorriso no rosto. É disso que se trata ‘Em Colapso’, o novo single do quarteto paulistano de rock alternativo Radical Karma, que, no fundo, sugere: não entre em colapso! A música, disponível no streaming pela Flecha Discos e OneRpm.

‘Em Colapso’ é última faixa do EP ‘Sintomas’, o sucessor do elogiadíssimo registro de estreia do Radical Karma, ‘Entre o Fim e o Começo’ (2019). O novo EP terá novamente quatro músicas e chega às plataformas online no dia 29 de maio, também mais uma vez com arte gráfica da artista Camila Rosa.

O single reforça a verve noventista tão adorada pelos experientes e conhecidos integrantes do Radical Karma, Gabriel Zander, Fausto Oi, Mateus Brandão e Fernando Martins. A produção é de Phil Fargnoli.

Tem riffs e levadas que remetem ao grunge, emo e indie rock dos anos 90, sonoridades que os músicos da Radical Karma ouvem até hoje e os inspiram para criar, mas claro, com a personalidade de cada integrante. Em ‘Colapso’ deixa isso evidente e, apenas como referência, é uma música que agradará em cheio fãs de Dashboard Confessional, Seaweed e Basement.

A letra, escrita por Zander, dialoga com a inusitada e complexa realidade mundial. Surgiu numa reunião de banda, de uma conversa sobre ansiedade, cobranças, sobrecarga no dia a dia, culpas. “A música é um ombro amigo, uma forma de incentivar as pessoas a contar com quem está próximo, a não desistir; enxergar o problema e falar sobre isso para tanto se ajudar e ser ajudado”, ele conta.

Rest in Chaos Divulga Capa de Full Album e Busca Selos Para o Lançamento

A banda de catarinense de metal Rest in Chaos divullgou a capa do álbum “Trapped by Yourself”, que contará com 10 sons, incluindo regravações e singles já divulgados. A arte foi criada pelo ilustrador mineiro Pedro (@ars.moriendee), responsável por capas de bandas como Aphorism, Infamous Glory e cartazes de tours do eyehategod, Wolfbrigade, entre outras. O lançamento acontecerá no próximo dia 15 em todas as plataformas de streaming. Posteriormente, o material também terá uma tiragem física em CD. O Rest in Chaos está em busca de selos que queiram participar da distribuição, que será coletiva.

“O conceito do CD baseia-se na idolatria por mecanismos eletrônicos e seus artifícios, para que nós nos enquadremos na sociedade estereotipada, imposta pelos padrões das mídias sociais. Um sistema programado para te destruir.

Uma consequente repulsa que a atitude humana nos faz sentir, muitas vezes por nós mesmos. Descaracterizando e “desumanizando” o sentido da vida, desconectando a nós mesmos da realidade, em busca de uma felicidade rasa e enganosa. O lema é de amar as máquinas e ser o mais artificial que puder.

Conseguimos escapar, pensar por nós mesmo e descansar dessa pressão social? Olhe ao redor e perceba que está livre, seus pensamentos presos em sua própria mente, preso por si mesmo, trapped by yourself.” Comenta Gustavo Novloski.

Siga a gente nas plataformas de streaming:

Spotify: https://spoti.fi/2ULB3fd
Deezer: https://www.deezer.com/en/artist/12494640
YouTube: https://youtu.be/_RhjUBoekVc

Contato:
restinchaosofficial@gmail.com

Nervosa Anuncia Nova Formação

A imagem pode conter: 4 pessoas, texto

Depois de dias intensivos com testes com meninas do mundo todo, chegamos a formação oficial.

Foi um pouco complicado fazer os testes a distância, mas pra quem quer sempre dá pra fazer acontecer.

Prika disse:
“Foi uma experiência incrível conhecer mais mulheres competentes. Não foi fácil escolher apenas uma, e dizer não para várias mulheres realmente boas. Mas o quesito está além de competência musical. Envolve disponibilidade, postura profissional, boa comunicação, etc… Mas estou muito feliz com o resultado, e muito confiante, já tenho muita composição guardada e já começamos a compor (que foi um dos testes aplicado). Vamos lançar alguns materiais online até que a situação da Covid-19 se resolva. Garanto que Nervosa vem com força total.”

Para vocalista Diva Satanica foi a escolhida, atualmente ela é vocalista da banda Bloodhunter, onde já fizeram várias apresentações importantes inclusive ao lado da Nervosa.

No baixo temos um nome de peso Mia Wallace, que já tocou com Abbath, Hellhammer, Triumph of Death entre outros.

E na bateria a revelação Eleni Nota, baterista com pegada e muita energia, que atualmente toca na banda de metal progressivo Mask of Prospero e na banda Croque Madame.

A escolha de sermos um quarteto foi para dar gás na Nervosa e mostrar algo diferente, essa é uma nova fase, uma nova Nervosa mas ainda com sua essência thrash/death, com riffs com muita palhetada e pegada forte, baterias rápidas e técnicas, um som de baixo novo e mais pesado com vocais agressivos e super thrash. Uma segunda guitarrista ainda é uma opção, mas não para o momento atual onde envolve muita adaptação e um desafio enorme na logística, mas para um futuro é muito possível.

Gods & Punks lança EP para ajudar famílias impactadas pela pandemia da Covid-19

O quinteto de stoner/space rock Gods & Punks entra no combate à pandemia da Covid-19 (novo coronavírus) com o lançamento do EP Different Dimensions (The Quarantine Sessions).
Exclusivo no Bandcamp, 100% do dinheiro recebido com o download deste disco será destinado para ajudar famílias com necessidade durante a crise econômica e social provocada pela doença.

DIFFERENT DIMENSIONS EP - dimensionado
Arte: Bruno Kros (@brunokros)
O quinteto de stoner/space rock Gods & Punks entra no combate à pandemia da Covid-19 (novo coronavírus) com o lançamento do EP Different Dimensions (The Quarantine Sessions). Exclusivo no Bandcamp, 100% do dinheiro recebido com o download deste disco será destinado para ajudar famílias com necessidade durante a crise econômica e social provocada pela doença que avança em todo o mundo. Baixe aqui: godsandpunks.bandcamp.com.

O EP está disponível por apenas 1 dólar.Enquanto algumas pessoas têm o privilégio de realmente poder ficar em casa, seguindo corretamente a quarentena, e devidamente se proteger da pandemia da Covid-19, outras estão, infelizmente, longe desta realidade.

Aqui no Brasil, são centenas de milhares de famílias que vivem em extrema pobreza, em casas muito precárias sem sistema de esgoto, internet ou acesso à informação.”Enquanto nós quatro estávamos em nossas casas cuidando de nós mesmos, sabíamos que deveríamos fazer algo por estas pessoas. Foi por isso que nos juntamos um dia para gravar este EP”, destaca a banda.Os ganhos serão encaminhados para o projeto Apadrinhe um Sorriso, que tem distribuído alimentos e água a pessoas em extrema pobreza.

“Esperamos que gostem destas versões acústicas. Na verdade, estamos muito orgulhosos do resultado”, ponta o Gods & Punks. E tem um presentinho com o download para as pessoas que ajudarem! The Quarantine Sessions

Cinco meses depois de lançar o aclamado And the Celestial Ascension, o terceiro álbum do grupo de stoner progressivo carioca, Gods & Punks, o quarteto surpreende seus fãs lançando o EP “Different Dimensions (The Quarantine Sessions)”, composto de 4 versões acústicas dos seus maiores singles e uma faixa bônus exclusiva.O projeto se originou da necessidade de ajudar ao próximo, uma vez que 100% do dinheiro arrecadado com os downloads de Different Dimensions será destinado à fundação Apadrinhe Um Sorriso, que está distribuindo comida e água para pessoas em condição de extrema pobreza durante a pandemia da Covid-19.Em um dia de gravação, saiu Different Dimensions, que conta com arte do artista carioca Bruno Kros.
e90f1e44-589d-46a1-b94e-d58e182f8750
Crédito: Rodrigo Freitas

Os Pampa Haoles lançam músicas on-line e seguem com financiamento coletivo para CD

O CD de estreia do trio de surf music Os Pampa Haoles, que será materializado por meio de financiamento coletivo, tem previsão de ganhar o mundo em junho. Mas o trabalho já está disponível para audição no mar sem fim de atrações que é a internet. Para ouvir, basta navegar por aqui (ospampahaoles.bandcamp.com/).

O baterista Luigi Rokero comenta que a decisão de liberar as faixas on-line antes de o registro ser lançado oficialmente em formato físico foi em decorrência da pandemia que assola o planeta:

“O disco era para ter saído em abril, com show de lançamento e tudo. Mas aí veio o coronavírus e colocou nossos planos por água abaixo. Então, mantivemos a programação de liberar as músicas na web antes de maio. Até para o pessoal conferir e ter um incentivo, apoiar a companha, adquirir o trabalho físico com a arte e outros brindes que podem ser escolhidos conforme os pacotes disponíveis”.

A iniciativa para arrecadação que pretende viabilizar o primeiro CD d’Os Pampa Haoles continua ativa. Quem quiser colaborar pode acessar neste link (ou aqui: https://bit.ly/3abobUK) e conferir as recompensas oferecidas junto ao álbum. 

Dá play na versão virtual do álbum e garante momentos de buena onda em maio à maré de más notícias em que estamos nos afogando atualmente. 

Sobre Os Pampa Haoles

A onda d’Os Pampa Haoles é música instrumental feita por guitarra, baixo e bateria. A inspiração do hoje trio tem como fonte clássicos da surf music, como The Ventures, Link Wray e Dick Dale. Porém, navega com tranquilidade por outros mares, garantindo incursões pelo rock garageiro e ritmos latinos. Para deixar a viagem com ainda mais paisagens sonoras, sax e percussão também estão a bordo em alguns momentos.

Criada em 2016, a banda de Porto Alegre é formada atualmente pelos guitarristas Rodrigo Nizolli (ex-The Donnady’s Living Loom Band e Vitrola Hey e Os Toca-Discos) e Gabriel Bard, na companhia do baterista Luigi Rokero (Wallride, Jay Adams e Los Vatos). Os haoles (estrangeiros ou não nativos, em havaiano) assim se denominam porque estão distantes do litoral, onde sua música, teoricamente, encontraria um bom cenário para ser trilha sonora. Já o Pampa do nome é uma referência ao sul do Brasil, onde o termo — que designa um bioma típico do Rio Grande do Sul, Uruguai e Argentina — é bastante conhecido.

Os Pampa Haoles já lançaram alguns hits de verão (como a banda gosta de chamar suas composições) e, no momento, trabalham para viabilizar seu primeiro disco oficial. O debut autointitulado, que tem sete faixas, foi gravado no estúdio Hill Valley, em Porto Alegre, com Davi Pacote Schvarcz Gomes. O material ainda traz participação dos músicos Gabriel Cabelo (Tribo Brasil), na percussão, e Pedro de Azevedo Medeiros (Nossotros Quem / Sopro Cósmico), no saxofone. A ilustração da capa é do artista Felipe Neb.