“Valhalla”, novo videoclipe do Brave, já disponível

Faixa faz parte do novo álbum da banda, “The Oracle”, lançado em Fevereiro

São mais de 20 anos de estrada! Várias Demos, EPs, dois álbuns e dezenas de shows e participações em festivais.
Na imprensa especializada, não apenas sobram elogios, como a alcunha de “criadores do brutal power metal”.
O Brave está de volta!

Depois da épica estreia com “The Last Battle” (2012) e do celebrado aperfeiçoamento em “Kill The Bastard” (2016), o Brave lança seu novo álbum, “The Oracle”.
Gravado e mixado por Marcio Teochi no Teochi Studio em Itu/SP e masterizado no estúdio Absolute Master em Capivari/SP, “The Oracle” reúne oito faixas: “Intro”, “Firestorm”, “The Oracle”, “We Fight for Odin”, “Valhalla”, “Wake The Fury”, “Fall To The Empire” e “We Burn The Heart”.

“The Oracle” foi lançado em fevereiro em um evento fechado para imprensa na Full House em São Paulo e já está disponível em todas as principais plataformas digitais de música:
Spotify: http://bit.ly/2PDdW3O

Deezer: http://bit.ly/39jvBFl

Claro Música: http://bit.ly/2PGkzSZ

Amazon: https://amzn.to/2TdxxcO

Google Play: http://bit.ly/3cniMvC

Youtube: http://bit.ly/2PGH4qD
A banda que é formada por Sidney Milano (vocal), Ricardo Carbonero (baixo), Carlos Alexgrave (bateria) e Carlos Bertolazi (guitarra), segue com seu plano de lançar vídeos para todas faixas do álbum. Já saíram vídeos para “Fall To The Empire”, “Wake The Fury”, outro para “The Oracle” produzido para a primeira edição do “Roadie Crew – Online Festival” e agora foi a vez de “Valhalla” ganhar um videoclipe. Aliás, com certeza o melhor vídeo do Brave até aqui!

Com filmagens de MJ Neto e edição do próprio guitarrista Carlos Bertolazi, o videoclipe “Valhalla” do Brave já está disponível no canal oficial da banda no Youtube:

https://www.youtube.com/watch?v=wni24SIpJp4

A versão em CD Físico de “The Oracle” tem distribuição exclusiva da Anti Posers Records. Para pedidos no atacado, acesse: https://www.facebook.com/antiposersrecords
O CD está disponível para venda no varejo em todo Brasil pela Die Hard Records: http://bit.ly/3daTxNA

Mais Informações:
www.facebook.com/BravePowerMetal

www.instagram.com/bravepowermetal
www.youtube.com/BRAVEPowermetal
www.soundcloud.com/bravepowermetal-1

Hellbenders lança clipe PRA-ENTRETER com participação de Rodrigo Lima (Dead Fish)

Hellbenders se renova na questionadora “Pra Entreter”, canção que ganha ainda mais sentido com participação de Rodrigo Lima, do Dead Fish

A música vem acompanhada de videoclipe em animação que escancara a divisão entre a busca por uma arte vazia de conteúdo e a necessidade de se questionar aquilo que nos afeta

Acordar, levantar, apertar o play na plataforma de streaming e seguir a vida normalmente. De repente, aquele riff marcante e uma letra questionadora causam certo conflito. A música deve ser feita só pra entreter? O artista precisa seguir a tendência de se distanciar do questionamento do que acontece ao seu redor em suas canções?

Em seu processo de renovação, os goianos da Hellbenders resolveram dar a cara a tapa e colocar o dedo na ferida. “Pra Entreter” é potente no título, nos versos, na participação especial, no conteúdo, no questionamento e na energia impactante do rock direto. Em português, pra se fazer entender, Diogo Fleury (vocal e guitarra), Braz Torres (guitarra), Augusto Scartezini (baixo) e Rodrigo Andrade (bateria) foram direto ao ponto: a arte deve se posicionar.

Com participação de Rodrigo Lima, vocalista do Dead Fish, não há dúvida de que a intenção é mesmo incomodar. Acordar e decidir apertar o play no tocador de música pode ser diferente depois de ouvir “Pra Entreter”. Compreender aquilo que se ouve, causar conflito e fazer pensar deixou de ser uma opção. É mais do que necessário. Devemos questionamos a inércia que nos deixou passíveis a tudo ou seremos levados como uma boiada tocada pelo vaqueiro, que pode estar no grupo do WhatsApp ou no Palácio do Planalto.

“Pra Entreter” não só marca a força do rock em português do Hellbenders como dá nome ao novo disco da banda. A letra faz ainda mais sentido com o videoclipe ilustrado por Cristiano Borges e Adriano Borges, que assina a animação com Camila Mogyca. 

É possível até que você se pegue cantando os versos de “Pra Entreter” depois de acordar, no trabalho, no ônibus ou dentro do carro. Mas você não vai mais se omitir diante do noticiário, daquilo que você escolhe ouvir e como a sua vida é afetada por tudo que está ao seu redor.

Depois do lançamento do single “Delírio”, que declara o fim ao surto coletivo de cegueira, negacionismo e distração, “Pra Entreter” chega para te tirar do lugar, questionar a música que você ouve, as ações que você executa sem pensar e o político que você elege. Você pode e deve pular, bater cabeça e se empolgar com a força dos riffs do Hellbenders. Mas o que não vai faltar é motivo para se relacionar de forma mais consciente com a música que você consome.

Ficha técnica

A foto de Victor Souza que ilustra o single de “Pra Entreter” é altamente questionadora. Na imagem, a pessoa parece tragar uma bala de revólver. A fumaça do discurso do armamento da população pode até ofuscar a realidade. Mas não te impede de ser obrigado a lidar com as consequências genocidas da falsa ilusão que o gatilho cria na sua cabeça. 

A direção de arte é de Diogo Fleury, Midori Gondo, e Braz Torres. O tratamento da imagem ficou pro conta de Danilo Itty. “Pra Entreter”, um lançamento do selo Forever Vacation e da Braba Música, foi gravada por Braz Torres e Pedro Zamboni, produzida e mixada por Braz Torres no Up Music Studios, em Goiânia. 

A masterização foi feita em Austin, no Texas (Estados Unidos), por Alberto De Icaza. A participação de Rodrigo Lima foi gravada em São Paulo por Alexandre Capilé no Estúdio Costella.

Veja o hardcore torto da banda Diokane em primeiro videoclipe oficial

Está no ar o primeiro clipe oficial da banda Diokane (crooked core), de Porto Alegre (RS). O vídeo é da música ‘The Light that Makes Us Blind’, que está no EP This Is Hell We Shall Believe (2018). A filmagem e a edição são assinadas pela produtora 18 Filmes, que já trabalhou com o quarteto em registros ao vivo. 

— Queríamos uma sequência agitada e bacana de imagens. Então, gravamos a banda internamente (eles estavam em círculo) com a câmera na mão e alguns takes somente do vocal separado. Além de cenas olhando de fora, em torno dos quatro integrantes. Na edição, usamos um plugin aberto chamado “Jarle’s Deadpool Camera Shake”, criado pelos editores do filme Deadpool. Esse recurso deu uma chacoalhada nas filmagens e deixou mais orgânica a movimentação da câmera — explica Leandro Monks, sócio da 18 Filmes ao lado de Lucas Bramont.

  A faixa ‘The Light that Makes Us Blind’ foi escolhida para ser ilustrada na tela porque reúne vários elementos que compõem o som da Diokane: a base hardcore não ortodoxa, momentos de vocais urrados quase crust e alguns mais limpos, as guitarras que passeiam entre subgêneros do metal extremo, o baixo nervoso com groove e as batidas alternando velocidade e tempos marcados.

— A letra desse som fala sobre sentir-se perdido em meio a um turbilhão diário de informações. Processo que, não raro, fomenta uma paranoia contemporânea com base na necessidade de se saber, em tempo real, o que é notícia no mundo (on-line, principalmente). E, ao mesmo tempo, cria distrações para tirar o foco de acontecimentos realmente importantes. Todos querem saber sobre o que os amigos virtuais e a mídia estão a falar. E, quando não estão inteirados, é como se estivessem excluídos do círculo vicioso que nos mantêm conectados. Buscamos a luz da sabedoria, mas chafurdamos na escuridão da histeria coletiva — pontua o vocalista Homero.

Enquanto divulga o novo vídeo, a Diokane se prepara para uma sequência de shows em novembro: 

Ouça a Diokane:

=> Bandcamp: diokane.bandcamp.com.

=> Spotfy: https://spoti.fi/2NgPnJz.

=> Youtube: https://bit.ly/2CXJoF3.

Vídeos ao vivo:

=> Abertura para Max & Iggor Cavalera (tocando clássicos do ‘Beneath the Remains’ e ‘Arise): https://bit.ly/2lEp2ZU

=> Clipe ao vivo da música ‘Born with a Curse’:https://bit.ly/2BVACV5

=> Clipe ao vivo da faixa ‘Rushing’: https://bit.ly/2WT4WNn

=> Participação no Programa Radar, da TVE: https://bit.ly/2IppXGx

(2017) e https://bit.ly/2ZMJeZl (2019)

=> Abertura para o Ratos de Porão no Opinião (2017): https://bit.ly/33LDlNT.

‘The Light that Makes Us Blind’ e ‘Descreditado’ (ao vivo na Casa Obscura)— https://bit.ly/2kkddYV

‘Under the Influence’ (ao vivo na Casa Obscura)— https://bit.ly/2lYZKG9 

Damn Youth e Surra, as duas revelações do Thrash Crossover atual lançam novos clipes

Apesar de não serem tão novas assim, as bandas Damn Youth e Surra tem sido consideradas grandes revelações do Thrash e Crossover nacional, conquistando a cada dia mais fãs. Na última semana, ambas as bandas lançaram clipes muito arretados. Para os saudosos da MTV, já podem favoritar no YouTube de vocês, pois são produções para se ver de novo.

O Surra vem fazendo um ótimo trabalho de divulgação de seu último disco e o clipe, em poucos dias já atingiu a marca de 9 mil views. Se tratando de uma banda independente, esse é um resultado muito bom.

A Damn Youth optou por um registro ao vivo, que também agradou aos fãs.